Projeto incentiva a captação de água da chuva

Atuar na recuperação das nascentes é uma das minhas principais bandeiras como vereador. Ainda como vice-prefeito, estive visitando algumas nascentes da cidade, dentre elas, uma situada no bairro Condusa, que fica na divisa do Parque da Fonte Grande. O País enfrenta uma crise hídrica e, juntos, precisamos buscar ações visando o consumo consciente da água. Com pequenas atitudes podemos fazer a diferença. A começar dentro da nossa casa, reaproveitando a água coletada para lavar o carro, realizar limpeza das calçadas e irrigação das plantas. Um dos projetos que protocolei na CMV tem como objetivo incentivar a captação de água de chuva aos moradores e empresários da capital, a fim de contribuir para a preservação do meio ambiente e driblar a crise hídrica. Isso pode ser possível por meio da instalação do sistema de captação de água nas residências e estabelecimentos comerciais. Além de poupar água e gerar economia na conta, o projeto de lei pretende beneficiar o munícipe que adotar a atitute sustentável com desconto na taxa do IPTU. 

Parceria na Educação

 

Notícia foi destaque na coluna Plenário de A Tribuna

Um dos projetos de lei que sugeri como vereador trata-se da criação do Programa de Parcerias nas Escolas Municipais. A ideia é incentivar empresas a investirem na educação do município. Isso pode ser possível por meio de parcerias com empresários que acreditam na educação como ferramenta de transformação. O projeto não foca apenas o investimento por parte das empresas, como em reformas da estrutura, compra de mesas, cadeiras e de uniformes. Vai muito além dos muros da sala de aula. As empresas podem proporcionar, em parceria com as escolas, diversas atividades de interação, possibilitando o trabalho em grupo, a criatividade e a troca do conhecimento entre o aluno e empresa. O assunto foi destaque hoje na coluna Plenário de A Tribuna.

Jardim Vertical em Vitória/ES

Compartilho com os amigos sugestão de Projeto de Lei que foi destaque na coluna Plenário de A Tribuna desta segunda-feira (23). Saiba mais:

Conceder desconto no IPTU para os imóveis da capital que possuírem jardim vertical. É a proposta de um Projeto de Lei (Nº17/2017), protocolado na última semana pelo vereador Waguinho Ito.

“O município de Vitória precisa de atenção nesse sentido. A população tem crescido e junto com ela a necessidade de se criar áreas verdes nos espaços urbanos”, frisou o vereador.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), recomenda o mínimo de 12 metros quadrados de área verde (por pessoa) em perímetros urbanos.

“Sabemos que as paredes verdes não trazem o mesmo benefício ambiental de uma árvore, porém permite um alívio para a cidade, pois além de absorverem os poluentes, também produzem oxigênio”, concluiu Waguinho.

Waguinho Ito, em sintonia com a cidade!